Pesquisar neste blog

14 de nov de 2010

Memória

A memória é fundamental para a aprendizagem, pois ela é a capacidade que temos de adquirir, formar, conservar informações e  recuperá-las, de acordo com as nossas necessidades  para utilizá-las no presente.   

Sendo uma das funções cognitivas mais utilizadas pelos seres humanos, faz a manutenção de todo material aprendido. É a persistência do aprendizado.

Memória e aprendizagem são a estrutura básica para os conhecimentos, habilidades e planejamentos, pois envolvem as orientações temporais, espaciais,  habilidades mentais e intelectuais, permitindo aos indivíduos se situarem no presente e planejarem o seu futuro, considerando sempre o seu passado.

Não há como dissociar a memória da aprendizagem, pois para que a aprendizagem ocorra é fundamental que as informações e os conhecimentos adquiridos se consolidem na memória.


A memória passa por estágios, desde a codificação (em sub-estágios de aquisição e consolidação), o armazenamento (criando e mantendo um registro) e a evocação para a execução de um comportamento.

A aprendizagem precisa se dá quando ocorre a captação de uma informação pelas vias sensoriais, pela sua retenção e fixação pelas áreas da memória, pelo córtex cerebral.

Para que os indivíduos possam aprender é necessária a integração dos fatores emocionais, neurológicos, relacionais (ambiente social) e ambientais. Qualquer outro fator que influencie negativamente um dos anteriores afetará o processo de aprendizagem.

Como as memórias são processos neuronais relacionados ao hipocampo, amígdala e córtex frontal  e são modeladas pelas emoções, pelo nível de consciência e pelos estados de ânimo, podemos inferir que a integridade do processo neuronal, das principais  áreas relacionadas à elas e como são moduladas  é fundamental  no processo de aprendizagem e da sua qualidade.

Ao estudarmos a memória, as suas principais áreas, as suas modulações e os seus tipos,  podemos perceber que, como educadores, não nos atentamos muito à como nossos alunos aprendem, como aprendem e que meios utilizam para aprender. Não nos atentamos que algumas das dificuldades que os nossos alunos encontram possam estar associadas a problemas com a integridade da sua memória.

No nosso cotidiano encontramos crianças e adolescentes que sequer conseguem repetir uma frase que acabaram de ouvir. Muitas vezes concluímos que isso ocorre por pura falta de atenção, mas não pensamos que essa suposta desatenção possa se dar por conta de prejuízos numa das principais funções cognitivas utilizadas por nós, a memória.

Novamente penso sobre a importância do papel do professor no processo formal de aprendizagem dos seus alunos, pois é ele quem está em contato direto com esses seres em crescimento e é ele um dos únicos a ter o privilégio de poder perceber as dificuldades e necessidades desses alunos, pois tem o conhecimento para isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita.
Deixe aqui o seu comentário e sugestões de temas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...