Pesquisar neste blog

15 de nov de 2010

Crescimento, maturação e plasticidade do Sistema Nervoso




CRESCIMENTO
O crescimento atualmente é uma área muito estudada e que está despertando interesse de vários profissionais.
Como se dá o crescimento das crianças? Por que elas crescem diferentemente? Quais fatores influenciam o crescimento?
Para responder à essas perguntas elaborei um esquema prático para a análise e a observação dos pais e dos educadores.
Alguns dos fatores que prejudicam o crescimento também estão associados a algumas dificuldades de aprendizagem. Portanto, pais e professores devem ficar atentos também ao desenvolvimento físico e motor das crianças e dos adolescentes.


CRESCIMENTO FÍSICO
*      Processo associado com o aumento  do tamanho estrutural: altura, peso e massa corporal durante a infância.
*      O crescimento é mais rápido até mais ou menos os 8 anos, gradualmente desacelera e retoma no início da puberdade
*      Refere-se à totalidade da alteração física.

0 a 3 anos
*       Ganho de peso até 1 ano de idade equivale a mais ou menos o dobro ou triplo do peso do nascimento;
*       Ganho de altura com 1 ano de idade:  aumento de 50% do nascimento;
*       Nos anos seguintes  os ganhos são menores;
*       O cérebro está em constante desenvolvimento: sugar, sorrir (reflexos, espontâneos) andar e falar.

Dos 3 aos 8 anos


CRESCIMENTO
*       Estável
*       Ganho de peso por ano de aproximadamente 9kg;
*       Ganho de altura por ano é  de mais ou menos de  7 a10 cm;
*       Diferenças mínimas entre meninos e meninas;
*       O crescimento dos ossos é dinâmico;
 *      O Sistema Esquelético é vulnerável à má nutrição, doenças e fadiga.

DO PONTO DE VISTA CEREBRAL:

*       No final dessa fase é importante o desenvolvimento da Mielina, substância gordurosa que envolve  os neurônios. Ela faz com que ocorram a transmissão dos impulsos elétricos ou seja,  a  conexão dos neurônios.
*      Com o desenvolvimento da mielina há uma promoção das habilidades motoras. A criança anda e escreve melhor.
*      O Córtex cerebral vai se desenvolvendo, amadurecendo e o desempenho cognitivo e motor tornam-se cada vez mais refinados. Ou seja, a criança começa a apresentar comportamentos mais refinados.

*       ASPECTOS SENSORIAIS: ainda estão em desenvolvimento.
o   Visão: ainda se desenvolvendo. O globo ocular cresce até os 12 anos.

*       ASPECTOS COGNITIVOS
o   Início das habilidades em expressar verbalmente os seus pensamentos e ideias;
o   Boa imaginação;
o   Aprendizado do “como?” e do “por quê?”, principalmente pelas brincadeiras. (Importância do lúdico como estimulação do desenvolvimento cognitivo nessa fase).

*       ASPECTOS AFETIVOS
o   Ainda se encontram na fase do egocentrismo;
o   Receio de situações (timidez), não gosta de situações novas;
o   Formação do auto-conceito. É necessário o elogio e a estimulação.

DOS 8 AOS 12 ANOS
*      Aumentos lentos e constantes de altura e peso. Essa lentidão faz com que a criança se adapte à essas mudanças.
*      Melhor organização do sistema sensório-motor.
 *     Rápidos ganhos na aprendizagem por conta do refinamento do sistema sensório-motor. Apresenta melhora nas habilidades motoras. Fase importante para a estimulação.
*      O Sistema Nervoso se desenvolve lentamente.
*      Aparecem as diferenças entre meninos e meninas, pequenas, mas perceptíveis.  Meninos com braços e pernas maiores, meninas com coxas mais grossas e quadris maiores.
*      Habilidades perceptivas mais refinadas.
*      Do ponto de vista cognitivo:
o   É a partir dos 8 anos  que a criança começa a ter a atenção mais focalizada. Foca no que gosta.
o   Desejo de aprender mais coisas. A estimulação deve ser priorizada.
o   Boa imaginação e grande criatividade.

*       CARACTERÍSTICAS AFETIVAS
o   Diferenças nos interesses de meninos e meninas. Brincadeiras. Separação de grupinhos de meninas e meninos.
o   Melhora da interação social.
o   Senso de aventura. Brincadeiras perigosas, secretas.

FATORES QUE INFLUENCIAM O CRESCIMENTO

*       Hereditariedade: limite de crescimento, mas para que se atinja-o  são  necessários
:
o   Fatores perinatais: o que ocorre durante a gestação com a criança e com a mãe (má nutrição, doença, infecção).
o   Nutrição: quando tem boa nutrição tem o crescimento saudável. O contrário acarreta prejuízo no desenvolvimento motor e cognitivo. A nutrição em excesso causa a  obesidade, considerada  como um dos fatores de falha no crescimento. É um dos principais problemas da  infância que acarretará problemas na fase adulta.
o   Atividade física: promove um bom desenvolvimento.
o   Hormônio do crescimento.
 
o   Doenças ou consequências delas.
o   Estilo de vida – o sedentarismo  prejudica muito o crescimento.
o   Ambiente: que depende do vinculo pai-mãe-bebê.  Promove uma maior estimulação da criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita.
Deixe aqui o seu comentário e sugestões de temas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...