Pesquisar neste blog

20 de out de 2012

Neurociência e currículo na educação infantil


As nossas crianças estão entrando cada vez mais cedo nas escolas.Algumas delas com cinco anos e meio a seis anos já ingressam no primeiro ano do ensino fundamental. Isto é muito bom, pois esta idade é a ideal para que todo seu potencial para aprender seja estimulado, mediado e ampliado.
Entretanto, uma questão fundamental  deve ser abordada quanto às práticas pedagógicas utilizadas na promoção dessas aprendizagens, ou seja, de que maneira estas crianças, com todo potencial a ser explorado e estimulado, estão sendo acolhidas nesse ambiente de múltiplas possibilidades?
A  pesquisadora em desenvolvimento humano, com formação em neurociências,  Elvira  Souza Lima trata do tema acima em artigo publicado na revista Presença Pedagógica.
O currículo adotado nas redes de ensino é adequado às necessidades das crianças nessa fase da educação formal? Quais práticas contribuem para o desenvolvimento pleno desses seres em formação e ávidos por aprender?
Segundo Elvira, "para o desenvolvimento das funções simbólicas e da imaginação, a criança precisa exercitar diariamente áreas específicas do cérebro" e para isso algumas atividades, também específicas, devem ser realizadas em sala de aula.
No referido artigo ela relata a experiência de uma rede municipal de educação, em Minas Gerais, que adotou um "currículo para o desenvolvimento da criança para crianças de 4 e 5 anos, que tem como eixo o desenvolvimento da função simbólica e da imaginação".
Bela iniciativa!

Leia o artigo na íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita.
Deixe aqui o seu comentário e sugestões de temas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...